RELEARNING

Paz, é tudo que eu venho tentando encontrar...

Mas eu te amo também. Do jeito mais óbvio de todos: eu te amo, burro. Estúpido. Cego. E eu acredito na gente.

Tati Bernardi.    (via adesejar)

Sim, ele era encrenca, das boas. Eu sabia o que estava fazendo, ele também: estávamos fazendo uma coisa errada. Mas gostei da luz, dos olhos dele. Gostei que estava me encantando, gostei de não poder me encantar e mesmo assim estar me encantando.

Tati Bernardi.  (via eternismo)

De tanto fingir as pessoas acabam acreditando que são felizes.

William C. (via gerberiar)

Ele é aquele tipo de cara que se preocupa em saber se você ta bem, se dormiu direito à noite, se ta sentindo alguma dor ou se tem se alimentado. Que faz questão de falar com você logo cedinho quando acorda, que não dorme sem te desejar boa noite e que diz que se você não conseguir dormir pode acordar ele no meio da madrugada pra te fazer companhia. Mas ele também sabe ser bastante irritante e adora me provocar ciúmes. Ele comenta de propósito sobre uma mulher, porque sabe que isso me enlouquece, em seguida ele diz ”vem cá mor, deixa eu te mimar” e isso me desmonta inteira. Ele sabe bem o efeito que tem sobre mim. Ele odeia rótulos mas me pediu em namoro e hoje me pertence, assim como pertenço à ele. Nos pertencemos. Ele detesta clichê, mas quando percebe já me disse coisas clichês o dia inteiro e eu amo isso. Ele tem o dom de me acalmar e é como se ele soubesse exatamente o que me dizer em cada momento. Já me magoou sim, mas não foi intencionalmente. Tenho consciência de que já o magoei também. Mas aí, quando isso acontece, a gente se perdoa. E como ele mesmo diz, o amor que sentimos um pelo outro é mais forte que tudo. Eu concordo. Eu sabia que ele era um fofo desde o dia em que o conheci, mas descobri que ele é um romântico incurável. Daqueles que te lembram à todo momento o quanto te ama e quanto você é importante pra ele. O que me favorece bastante, já que eu sou um poço de insegurança. Ah, ele é inseguro e muito ciumento também e por isso eu faço questão de dizer o quanto o amo e o que ele representa em minha vida. Ele diz que vamos à praia a noite, que vai me pegar no colo, me levantar e me girar, que vai me beijar e quando me soltar, se eu correr vai me derrubar na areia e vai me beijar novamente. Eu digo que vamos fazer amor ali mesmo e ele adora a ideia. E por falar em praia, ele disse que é la que vamos casar. Sim, ele pensa em casar. Comigo! É, ele é incrível e homens como ele estão em extinção, faz tempo. Enfim, ele é tudo o que eu sempre quis pra ser feliz.

Ogrodoce.  (via gerberiar)

Eu não sou tão forte quanto aparento ser. Ainda levo comigo milhares de defeitos que seguram toda essa estrutura. Sem eles, não sou nem metade do que realmente sou. Não gosto do fato das pessoas esperarem muito de mim. A chance de se decepcionarem é enorme. Não gosto de despedidas e sinto muita falta de pessoas que já foram. Não sou dono de toda essa paciência. Isso se chama equilíbrio, porque a minha paciência mesmo já se foi há muito tempo. Não tolero mentiras, nem falsas promessas. Não gosto que esperem de mim, mas espero demais das pessoas. Cobro-me constantemente e me culpo por erros passados. Não tenho paciência pra “fazer social” e nem sei forçar simpatia. Ao mesmo tempo eufórico e depressivo. Mudo de humor constantemente. Admiro o senso de humor irônico e não sei fazer boas piadas. Odeio que me chamem de sério, apesar de começar a achar que me tornei assim. E sem essa de quem se define se limita. Todos nós sabemos o minimo de definição sobre nós mesmo, quem não se define não se conhece. E eu me conheço muito bem.

Ed. 21 anos, solteiro.  (via gerberiar)

É sempre assim. Nós colocamos esperança em tudo. Até onde não deveríamos.

— (via relevada)

Tentar entender os sentimentos é o mesmo que tentar apagar fogo com álcool, porque ele só vai aumentar.

Cleidison Santos   (via indague)

Tente. Sei lá, tem sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto, uma árvore, um pássaro, um rio, uma nuvem. Pelo menos sorria, procure sentir amor. Imagine. Invente. Sonhe. Voe.

Caio Fernando Abreu.  (via supridores)

Meu Deus, como sinto falta de antigamente. Como sinto falta daquele tempo onde as coisas eram mais fáceis. Onde eu achava que tudo era eterno. Inclusive as pessoas.

Clarissa Corrêa. (via descreve)

Sou um “tanto faz” na vida de algumas pessoas.

— Christiellen Lima (via frivola)

1 2 3 4 5 Próxima